Como descobrir se a pessoa que você está conhecendo na internet é um sapo, príncipe ou até criminoso

Redes sociais, sites de relacionamentos e salas de bate-papo mudaram radicalmente a forma de se fazer amizade, conhecer alguém para relacionamento afetivo ou até sexual. Não importa a cidade, se frequentar as cafeterias mais conhecidas, você notará o encontro de pessoas que estão se conhecendo pessoalmente pela...

243

Redes sociais, sites de relacionamentos e salas de bate-papo mudaram radicalmente a forma de se fazer amizade, conhecer alguém para relacionamento afetivo ou até sexual.
Não importa a cidade, se frequentar as cafeterias mais conhecidas, você notará o encontro de pessoas que estão se conhecendo pessoalmente pela primeira vez, mas que já são íntimas virtualmente, pois anteriormente longas conversas foram travadas pela internet e celular.
Os mais velhos sempre insistiram que se deve tomar muito cuidado com desconhecidos na rua. Mas não será que o desconhecido virtual pode ser ainda mais perigoso? Não importa qual mundo você frequente mais, se é o real ou o criado pela rede mundial de computadores, o importante mesmo é tomar cautelas de ordem preventiva para não se tornar vítima da criminalidade ou ter desilusão amorosa.
Uma coisa posso garantir ao amigo leitor, todas as pesquisas realizadas com internautas são unânimes em apontar que os usuários de internet tendem a mentir e fantasiar. É a velha história do sapo que vira príncipe.
Entrevistei muitas pessoas que relataram que ao marcar encontro real com aqueles que acreditavam ser o “amor de suas vidas”, cairam em desilusão ao perceber que o(a) príncipe(princesa) havia mentido exageradamente quanto a idade, peso, local de moradia e até cor da pele.
Mas como descobrir se aquele(a) que estou me interessando pela internet diz a verdade?
Pode parecer engraçado ou até exagerado, mas oriento a usar técnicas de investigação policial. A primeira estratégia para descobrir se a pessoa mente é ouvir mais e falar menos. Crie ambiente linguístico favorável para que aquele que está do outro lado da tela do computador ou do smartphone, fale bastante sobre sua vida pessoal e de trabalho. Mostre interesse e anote cada detalhe fornecido. Em seguida, comece a perguntar detalhes, pois contar uma mentira no geral é fácil, a verdade surge nos detalhes e minúcias. Nessa fase, o mentiroso tem que criar dezenas de mentirinhas para sustentar a mentira inicial.
Outra tática fundamental, é pedir os endereços dos perfis nas redes sociais. Se receber a seguinte resposta:
“Olha, para falar a verdade, não curto Facebook, Twitter e Instagram, acho muito invasivo, não tenho tempo de lidar com essas ferramentas pois trabalho muito”, fique com as antenas ligadas.
Tenho uma estratégia poderosa para descobrir se a foto enviada por alguém pela internet é realmente da pessoa que está falando ou foi surrupiada de algum site. Entre na página do google imagens (https://www.google.com/imghp?hl=pt-BR) por um computador de mesa e encontrará a opção para anexar foto. Ao fazer a busca pela fotografia enviada pelo pretendente, você descobrirá se ele está tentando se passar por outro pessoa.
Portanto, aqueles que não querem se mostrar via câmera, inventando sempre desculpas esfarrapadas, tenha certeza que algo ele está tentando esconder. Não receie perguntar o nome completo do pretendente, qual empresa trabalha, seu local de moradia, bem como o telefone fixo residencial. De qualquer dado fornecido, faça busca imediata no Google.
Depois de toda essa “investigação particular”, tenho absoluta certeza que você terá informações suficientes para saber se aquele que está conhecendo no mundo virtual é criminoso, mentiroso, psicopata ou alguém muito interessante, que poderá agregar boa amizade ou fazer parte de uma bonita história de amor ao seu lado.


Dê sua opinião