A importância da sinalização no chão para condomínios

Provavelmente, o leitor já vivenciou a experiência de ao visitar alguém residente em um prédio, passar pela triagem na portaria, ter a entrada liberada e não conseguir encontrar o caminho para o elevador. Nesses casos, o visitante pede informação para o primeiro que vê pela frente...

269

Provavelmente, o leitor já vivenciou a experiência de ao visitar alguém residente em um prédio, passar pela triagem na portaria, ter a entrada liberada e não conseguir encontrar o caminho para o elevador.

Nesses casos, o visitante pede informação para o primeiro que vê pela frente ou acaba perambulando de forma desordenada, se afastando do ainda mais do trajeto correto.

Quando o porteiro percebe o problema, normalmente deixa a guarita para orientar, e assim, a segurança do condomínio se fragiliza.

No caso de visitante, prestador de serviço ou entregador motorizados, surge a mesma dificuldade, ou seja: qual a vaga correta para estacionar?

A tendência, é estacionarem em local errado, porque raramente encontram as vagas específicas. Tal situação pode vir a atrapalhar algum morador que chegue logo depois.

A maioria dos prédios não conta com funcionários fora da guarita, também chamados de controladores de acesso, para orientar quem visita pela primeira vez o local.

O porteiro pode tentar explicar o caminho ao interessado, mas, em terreno totalmente desconhecido, é fácil errar o percurso.

A pergunta que não quer calar:

Como o síndico pode resolver esse tipo de problema na entrada de pedestres e na garagem?

Se conscientizando que sinalização é algo essencial para condomínios residenciais e comerciais, pois orienta quanto aos ambientes, principalmente o caminho para se chegar aos elevadores.

Para isso, a contratação de empresa especializada é fundamental. Indico a sinalização no chão com diferenciação de cores para que o pedestre ou motorista possa chegar rapidamente ao seu destino sem se perder.

O crachá também é uma sinalização importante para prestadores de serviços e entregadores, pois assim o morador terá ciência de quem são as pessoas que estão circulando pelas áreas comuns.

Condomínios com vários blocos também devem utilizar cores variadas para sua identificação.

Se porventura um condômino ver entregador com crachá azul na área de seu bloco, que, exemplificando, é verde, poderá acionar o zelador ou outro funcionário para orientar o trabalhador a se restringir ao local onde está permitida sua permanência.

Recentemente, ao passar em frente de um condomínio em São Paulo, reparei que na calçada havia sinalização alertando para a existência de forte declive (segue foto) provocado pela topografia do local.

Ao ver a faixa amarela, redobrei a atenção, evitando, assim, a possibilidade de um acidente pessoal.

 


Dê sua opinião