Como se os pais não tivessem culpa de nada!

Na hora “H”, quando têm problemas com os filhos, os pais costumam dizer que “filho não vem com manual” e que “não há curso para ser pai e mãe”. Essa é a desculpa mais esfarrapada que existe. Partindo do princípio que a “palavra convence e...

1133

Na hora “H”, quando têm problemas com os filhos, os pais costumam dizer que “filho não vem com manual” e que “não há curso para ser pai e mãe”. Essa é a desculpa mais esfarrapada que existe.

Partindo do princípio que a “palavra convence e o exemplo arrasta”, os pais devem prestar muita atenção aos exemplos que dão a seus filhos dentro de casa.

Quem nunca viu um pai misturar vinho com água e dar para o filho experimentar?

Com a espuminha da cerveja acontece a mesma coisa. Isso sem falar na automedicação e na fumaça do cigarro, que faz da criança um fumante passivo, além de torná-la propensa ao vício.

Será que é preciso um curso para mostrar que tudo isso é errado?

Um dia, na escola, um menino pegou o lanche de um colega e levou para sua mãe. Ao invés de ralhar com o filho, ela cumprimentou-o pela esperteza. Os dias se passaram e o garoto trouxe outros objetos surrupiados e recebeu da mãe cumprimentos ainda maiores. Quando adulto, ele continuou a exercitar seus dotes criminosos, até que foi pego em flagrante. Imediatamente, teve as mãos amarradas e foi levado ao carrasco. A mãe chegou rapidamente e o filho lhe disse que queria confiar-lhe um segredo. Quando ela se aproximou, ele agarrou-lhe a orelha e a rasgou com os dentes. A mãe esbravejou:

”Já não bastaram os malfeitos que cometeste e ainda ultrajas quem te pôs no mundo!”.

O filho respondeu:

”Se a senhora tivesse me dado uma surra no dia em que lhe dei um lanche furtado, eu não teria chegado ao ponto em que cheguei e não estaria a caminho da morte”.

Uma historinha singela, sem dúvida, mas que provoca muita reflexão. Não estamos aqui defendo correções agressivas aos filhos, mas alertando a pais e educadores a respeito da possibilidade de prever situações de risco e de tomar medidas de natureza preventiva.

Se maquiarmos o problema, a única certeza é que vai aumentar freneticamente.


Dê sua opinião