Lordello fornece roteiro seguro para pedir carro por aplicativo sem risco de ser assaltado

Recentemente, postei no meu instagram @jorgelordellooficial vídeo de  de uma mulher, aparentando cerca de 30 anos, sendo assaltada no bairro Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte, no dia 21.06.2018. O episódio serve de alerta para muita gente. Como foi o crime? Exatamente às 07h38m39s, a...

1307

Recentemente, postei no meu instagram @jorgelordellooficial vídeo de  de uma mulher, aparentando cerca de 30 anos, sendo assaltada no bairro Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte, no dia 21.06.2018. O episódio serve de alerta para muita gente.

Como foi o crime?

Exatamente às 07h38m39s, a moradora, puxando uma mala de viagem com rodinhas, passa pela portaria recuada do prédio onde reside. Continua andando por corredor até que chega próxima do portão de entrada às 07h38m47s. É importante esclarecer, que durante esse trajeto de 8 segundos ela já estava olhando atentamente seu smartphone pois havia solicitado carro por aplicativo.

A mulher fica apenas 6 segundos parada olhando para o celular e resolve sair do prédio.

Já na calçada, permanece ao lado da bagagem por 21 segundos sem tirar os olhos do celular, até o momento em que uma moto com garupa para bem perto. Rapidamente, um jovem que estava como passageiro e usando capacete, desce da motocicleta e corre em direção da vítima anunciando o assalto.

O ladrão esboça movimento que estaria armado, mesmo assim ela tenta resistir segurando seus pertences próximos ao corpo. O marginal não deixou por menos, a empurrou e subtraiu a mala de viagem, que continha, além de roupas, um iPad, como também os documentos pessoais, cartões magnéticos, molho de chaves e o celular.

O assalto foi relâmpago, durou exatamente 8 segundos.

A dor de cabeça para a vítima foi grande por várias razões:

-Perdeu seu compromisso de trabalho;

-Teve que se deslocar até a delegacia mais próxima para registrar Boletim de Ocorrência;

-Bloquear o uso do aparelho celular e cartões de crédito e de banco;

-Perda de dados importantes contidos no tablete e smartphone, se eventualmente não salvou informações na nuvem;

-Providenciar novos documentos, bem como cartões magnéticos;

-Comprar e habilitar novo celular;

-Risco de adquirir síndrome do pânico e estresse pós traumático.

Crime de Oportunidade

É importante o leitor fazer a seguinte reflexão:

Os bandidos não conheciam a vítima e sequer poderiam imaginar que ela deixaria o condomínio naquele horário.

Na verdade, estavam trafegando pelas ruas daquela região em busca da chamada “vítima-ideal”, ou seja, alguém em posição vulnerável no que tange a segurança pessoal, o que facilita o oficio criminoso dos bandidos.

Um antigo provérbio português diz que:

“A oportunidade faz o ladrão”.

Já o escritor Machado de Assis resolveu mexer nesse jargão popular da seguinte forma:

“A ocasião não faz o ladrão, faz o roubo. O ladrão já nasce feito”.

O delito acontece quando um criminoso e uma vítima em potencial convergem no mesmo tempo e lugar.

Teoria do Triângulo do Crime

Para a ocorrência de um ato criminoso são necessários 3 elementos:

1) Indivíduo Motivado a infringir a lei penal

2) Técnica ou Planejamento, que será desenvolvido pelo bandido durante a empreitada criminosa

3) Oportunidade, ou seja, situação favorável para que o crime seja efetivado com menor potencial de risco de o autor ser preso ou morto

A convergência dos três fatores acima é fundamental para o sucesso da vontade delitiva do marginal.

Vamos voltar para a análise do assalto, que foi gravado pelas câmeras de segurança do prédio.

A vítima poderia ter evitado o roubo?

Claro que sim, bastava ter permanecido dentro do prédio enquanto esperava o carro solicitado via aplicativo.

Às 07h39m16 os ladrões passaram pela rua. Se ela estivesse dentro do prédio, com absoluta certeza, não a teriam visto e assim o “Triangulo do Crime” não teria se fechado. No momento em que a mulher abriu a porta do edifício e se posicionou na calçada, gerou a “oportunidade” que os criminosos buscavam.

ROTEIRO SEGURO PARA CHAMAR CARRO VIA APP

-Abra o APP para solicitar carro no interior de local seguro. Se estiver na rua e precisar do transporte, busque comércio na região para entrar e realizar o chamamento;

-Decore dados importantes informados pelo aplicativo em relação ao carro que irá lhe atender, tais como:

  1. a) Modelo
  2. b) Placa
  3. c) Nome do motorista
  4. d) Observe o tempo estimado de chegada

-Permaneça protegido, jamais espere na rua, muito menos segurando o aparelho. Mesmo com o celular no bolso, uma pessoa parada na rua é considerada alvo pelos bandidos. Portanto, não oferte a “oportunidade” que tanto eles desejam;

-Evite fazer ou atender ligações nesse período curto enquanto espera a chegada do carro, bem como não fique vendo ou mandando mensagens pois sua atenção será desviada do foco principal, que é entrar no transporte com total segurança;

-Mantenha o celular no bolso e aguarde o aviso sonoro emitido pelo aplicativo indicando que o carro está chegando;

-Observe através de janela ou porta o momento exato que o carro estacionar;

-Antes de sair do local onde você estiver, olhe para ambos os lados e observe se existe algum tipo de risco ou suspeita. Se pressentir qualquer perigo, não saia antes de ter a certeza que está seguro;

-Após fazer a focalização de segurança, saia do lugar onde estiver e caminhe rapidamente em direção ao veículo chamado, mas antes confira a placa;

-Antes de entrar no veículo, pergunte o nome do motorista. Se o nome ofertado não for o mesmo que o anotado no aplicativo, não faça nenhuma argumentação, apenas deixe o local e encerre a corrida;

-Se perceber que existe passageiro no automóvel e você não solicitou corrida compartilhada, afaste-se do auto;

-Se o motorista ofertou o mesmo nome constante no aplicativo, aconselho adentrar ao auto e sentar no banco traseiro;

-Principalmente para as passageiras mulheres, evitem, mesmo que por educação ou distração, puxar conversa com o motorista; ele pode entender de forma diferente. Jamais fale de sua vida profissional ou pessoal para estranhos. Lembre-se que falar “menos é mais”;

-Se o motorista alterar o caminho indicado pelo aplicativo, peça para que siga exatamente o apontado no celular;

-Se tiver alguma suspeita ou preocupação, solicite que o motorista adentre em comércio mais próximo, como posto de gasolina, loja ou padaria, desça do carro e cancele a viagem quando estiver em segurança;

-Jamais discuta com o motorista, principalmente com o auto em movimento. Lembre-se que o condutor é uma pessoa completamente desconhecida que você não sabe sobre a personalidade. Não é interessante para sua segurança um embate verbal;

-Na hora de deixar o veículo, verifique se não está esquecendo nada.

CONCLUSÃO:

O intuito deste artigo é mostrar ao leitor que crimes podem ser evitados e que o melhor caminho é a prevenção.

Faça a sua parte buscando sempre a atitude mais segura.

Lembre-se que segurança é uma capa invisível que nos protege da criminalidade.


Dê sua opinião