MOTORISTA/SP PODE ANULAR MULTA DE RODÍZIO CASO ENFRENTE CONGESTIONAMENTO!

  VERDADE OU BOATO     Recebi mensagem via WhatsApp dizendo que existe a possibilidade de ficar isento de multa de rodízio de veículo na cidade de São Paulo, caso o motorista enfrente congestionamento e por esse motivo venha a ficar no trânsito além do...

2197

 

VERDADE OU BOATO

 

 

Recebi mensagem via WhatsApp dizendo que existe a possibilidade de ficar isento de multa de rodízio de veículo na cidade de São Paulo, caso o motorista enfrente congestionamento e por esse motivo venha a ficar no trânsito além do tempo que calculava para não infringir a lei. O texto tem a seguinte redação:

 

“Isto ninguém avisa:  Se você estiver preso em um congestionamento e tiver certeza de que não vai conseguir sair dele a tempo de evitar o horário do rodízio da sua placa, ligue para 156. Identifique-se, dê a placa do seu carro, o local onde está e informe o operador da sua dificuldade. Ele irá anotar (e gravar) os dados, passando-lhe um número de protocolo. Anote-o! Se você receber uma multa por ter infringido a Lei do Rodízio de Carros naquele dia, faça uma defesa e mencione o número do tal protocolo. A multa será cancelada! Esse vale a pena repassar!”.

 

Achei inicialmente super interessante a informação, mas como medida cautelar, não repassei para meus contatos no smartphone. Para ter certeza da veracidade de tal dica resolvi ligar para o número de atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo que é o 156. Fiquei frustrado quando fui informado pela atendente que não existe normatização para cancelamento de multa de rodízio por causa de trânsito congestionado, ou seja, tratava-se de mais um boato lançado na internet para prejudicar as pessoas.

 

É de se frisar que toda vez que internauta receber mensagem com alguma notícia “bomba” ou informação valiosa visando ganhar prêmio, bônus ou brinde surpresa ou até mesmo com conteúdo acerca de dicas de segurança espetaculares, desconfie e não repasse a ninguém antes de checar a veracidade na rede mundial de computadores.

 

JORGE LORDELLO

 


Dê sua opinião