O MISTÉRIO DO SUMIÇO DO CELULAR NO CARRO!

MELHOR LER PARA NÃO ACONTECER COM VOCÊ. No último final de semana, estava passeando em um shopping de São Paulo quando fui parado por um amigo de nome Fredy, que fez questão de me fazer um relato, pois estava intrigado com um fato que ocorrera...

2367

MELHOR LER PARA NÃO ACONTECER COM VOCÊ.

No último final de semana, estava passeando em um shopping de São Paulo quando fui parado por um amigo de nome Fredy, que fez questão de me fazer um relato, pois estava intrigado com um fato que ocorrera no dia anterior e que não encontrava resposta. É o seguinte:

“Ontem estava trafegando com meu veículo, quando em dado momento olhei para o console e não vi o smartphone. Comecei a procurar na lateral e não o encontrei. Fiquei preocupado, estacionei o auto imediatamente e passei a vasculhá-lo. Para minha surpresa, não estava lá. Imaginei que deveria ter caído em algum local de difícil acesso. Ao chegar no escritório, pedi o telefone de um colega e liguei para meu número com intuito de ouvir o sinal sonoro e assim localizar o aparelho. O problema é que a ligação só dava caixa postal. Como precisava do celular para trabalhar, levei o carro numa loja especializada em instalar som em autos e pedi que o procurassem. Depois de 15 minutos o resultado foi frustrante: “Seu aparelho não está nesse automóvel”.  Lordello, isso é um mistério; saí de casa e cheguei a atender uma chamada enquanto dirigia. Como pode depois de mais ou menos 45 minutos o celular desaparecer do veículo que eu dirigia?”

Inicialmente, fiz a seguinte pergunta:

“Você deu carona a alguém durante o trajeto?”

A resposta foi negativa.

Continuei a investigar:

Durante o trajeto, você parou o carro em algum estabelecimento?

“Sim, num posto de gasolina, onde enchi o tanque”.

Nesse momento, me veio uma luz:

“No posto, você permaneceu no interior do carro ou saiu?”

“Sempre saio para esticar as pernas e acompanhar a bomba de gasolina”.

“Ao sair do carro, você trancou as portas e levantou os vidros”.

A resposta foi esclarecedora:

“Os vidros estavam fechados, só dirijo com o ar condicionado ligado. Mas as portas permaneceram destrancadas”.

O amigo ficou intrigado com minha colocação:

“Para saber onde está seu celular, basta retornar ao posto de gasolina. Peça ao gerente para ver as imagens das câmeras de segurança”.

Minha colocação fez cair a ficha na mente da vítima, que me agradeceu a dica e saiu rapidamente em direção do estabelecimento.

Após duas horas, ele me liga e diz:

“Lordello , você acertou em cheio. As imagens das câmeras são nítidas. Na frente de meu carro tinha um motoqueiro abastecendo uma moto. O malandro aproveitou que eu estava de costas, abriu a porta do lado do passageiro e subtraiu meu smartphone, que estava apoiado no console. Consegui visualizar a placa da motocicleta do bandido e estou indo registrar ocorrência policial”.

Portanto, faço alerta a todos que frequentam postos de gasolina, principalmente as mulheres. Muito cuidado ao sair do veículo para acompanhar o trabalho do frentista ou até mesmo ir tomar cafezinho na lanchonete.

Você tem apenas duas alternativas:

1)      Trancar as portas do auto e levantar todos os vidros

2)      Levar todos os pertences, principalmente celular, carteira e bolsa

Lembre-se que prevenção nunca é demais.

JORGE LORDELLO


Dê sua opinião