Quais providências tomar logo após se envolver em acidente de trânsito, para garantir meus direitos?

Se existe uma coisa que ninguém deseja, pois traz muitos aborrecimentos, é bater o veículo. Infelizmente, acontece e é muito desagradável, além de perigoso. Minha experiência na esfera policial aponta que poucas pessoas sabem quais providências devem ser tomadas logo em seguida à surpresa do acidente...

2772

Se existe uma coisa que ninguém deseja, pois traz muitos aborrecimentos, é bater o veículo. Infelizmente, acontece e é muito desagradável, além de perigoso.

Minha experiência na esfera policial aponta que poucas pessoas sabem quais providências devem ser tomadas logo em seguida à surpresa do acidente de trânsito. Fui informado de um caso que merece atenção e análise apurada.

Um senhor de 70 anos de idade se envolveu em um acidente com uma motocicleta. O motoqueiro alegava não ter culpa no embate, mas as evidências mostravam o contrário. Menos mal, ninguém saiu ferido. O piloto da moto, dizendo-se contrariado, mas devido a pressa, propôs que cada um arcasse com seus prejuízos e assim as partes deixaram o local do acidente.

Passados 45 dias, o motorista do automóvel recebeu notificação de uma delegacia onde estava sendo apurado crime de fuga de local de acidente e delito de lesão corporal, pois o motoqueiro alegou, ao registrar Boletim de Ocorrência, haver sofrido forte impacto ao cair da moto e que estava com dores na coluna cervical o que o impedia de trabalhar como office-boy.

Em seguida, o motorista do carro recebeu outro comunicado, agora do juizado especial cível, pois a parte contrária desejava ser ressarcida de seus prejuízos e para tanto pleiteava danos morais e materiais.

Em razão do exposto, entendo necessárias algumas providências após se envolver em acidente de trânsito:

1)   Com o celular, tire fotos e faça filmagem dos danos provocados nos veículos envolvidos. Procure fotografar as placas de sinalização e possíveis freadas no solo.

2)   Havendo testemunhas favoráveis que presenciaram os fatos, procure pegar nome e telefone.

3)   Anote nome e telefone do outro condutor e se possível tire fotos dos documentos, se ele permitir

4)   Se porventura a outra parte não desejar registrar ocorrência policial, como medida cautelar, faça você o registro. Para tanto, ligue para o fone 190 e se informe sobre o local mais próximo para elaborar a ocorrência.

Com essas medidas preventivas, seus direitos ficam garantidos e se estabelece proteção contra uma eventual armadilha.


Dê sua opinião