SABIA QUE TODO MÊS PARTE DA SUA RENDA VOCÊ PERDE PARA A CRIMINALIDADE?

  CONHEÇA OS MOTIVOS ….   Quando lemos ou assistimos reportagens sobre violência urbana no Brasil, tendemos a achar que apesar de os fatos serem reais, estão distantes de nos atingirem. Sabemos que “bala perdida” acontece todos os dias, mas jamais na nossa direção. Na...

1401

 

CONHEÇA OS MOTIVOS ….

 

Quando lemos ou assistimos reportagens sobre violência urbana no Brasil, tendemos a achar que apesar de os fatos serem reais, estão distantes de nos atingirem.

Sabemos que “bala perdida” acontece todos os dias, mas jamais na nossa direção.

Na verdade, a criminalidade gera efeitos na vida de todos os cidadãos, queiram ou não queiram. Conheço muita gente que nunca sofreu um assalto, mas adquiriu síndrome do pânico ou estresse pós-traumático.

Quem faz seguro de auto, casa ou celular, está dispondo parte da renda para cobrir eventuais prejuízos promovidos pela marginalidade. Se o leitor mora em condomínio, deve concordar que a taxa mensal está alta. Mas qual o motivo?

Boa parte das despesas são realizadas para minimizar riscos de assaltos.

A cerveja e as carnes aumentaram de preço? Sim, mas qual será o motivo?

Os impostos aumentaram? Não!

O problema é outro. Segundo a Associação de Supermercadistas do Rio de Janeiro (Asserj), o aumento significativo do roubo de cargas no Estado, quase 10 mil ocorrência em 2016, influiu, decididamente, para o aumento de cerca de 20% nos preços das bebidas e comidas.

Quando você se sente um pouco mais protegido ao ver a presença física de vigilante dentro do banco ou algum comércio, saiba que é o consumidor (você), que está pagando por esse serviço de segurança, pois está embutido no preço das mercadorias.

Os prejuízos do comércio e indústria por causa da bandidagem, são repassados a produtos e serviços. Portanto, não são somente os impostos que fazem os preços aumentarem; a violência urbana, há muito tempo, passou a ser levada em consideração na hora de se formatar o preço ao consumidor final.

JORGE LORDELLO


Dê sua opinião