MEU DEUS, POR QUE ISSO ACONTECEU COMIGO?

Arthur Ashe foi um jovem americano com físico franzino e péssima coordenação motora. Apaixonado por tênis, se superou e foi considerado um dos maiores jogadores do mundo nas décadas de 60 e 70.  Esse lendário jogador de Wimbledon descobriu que foi infectado com o vírus da AIDS em 1983,...

470

Arthur Ashe foi um jovem americano com físico franzino e péssima coordenação motora. Apaixonado por tênis, se superou e foi considerado um dos maiores jogadores do mundo nas décadas de 60 e 70.  Esse lendário jogador de Wimbledon descobriu que foi infectado com o vírus da AIDS em 1983, durante cirurgia cardíaca. A comoção foi geral. Recebeu milhares de cartas de fãs, sendo que em uma delas continha a seguinte indagação:

” Por que Deus teve que escolher você para ter uma doença tão horrível? “

Arthur Ashe resolveu responder ao remetente e ainda tornou pública a resposta:

“ Muitos anos atrás cerca de 50 milhões de crianças começaram a jogar tênis; uma delas era eu. 5 milhões realmente aprenderam a jogar tênis, 500 000 chegaram à categoria profissional, 50 mil chegaram ao circuito, 5 mil alcançaram Grandslam, 50 apenas chegaram à Wimbledon e 4 chegaram à semifinal. 2 alcançaram na quadra o direito de disputar a final, e novamente um deles era eu. Quando eu estava comemorando a vitória com o copo na mão, nunca me ocorreu perguntar a Deus: ” Porque a mim? “. Então, agora que estou com dor, como posso perguntar a Deus, “Por que eu?”  A felicidade te mantém doce! Os julgamentos mantêm você forte! As dores te mantêm humano! A falha mantém você humilde! O sucesso mantém você brilhante! Mas só a fé o mantém em pé. Tenha fé em você mesmo! ”.

O impossível é do tamanho da sua crença em acreditar ou não que vai conseguir um objetivo desejado. Da mesma maneira como podemos crer em algo, também temos o condão de desistir em razão do medo ou bloqueios emocionais. Tudo na vida tem um motivo, que muitas vezes desconhecemos por completo. De qual forma, faz parte do aprendizado que todos nós temos que passar!

                                                                             JORGE LORDELLO


Dê sua opinião