PIOR QUE NÃO ACEITAR OS NOVOS PARADIGMAS, É NÃO SE ADAPTAR A ELES.

Ninguém duvida que o mundo sofreu profundas mudanças nos últimos 20 anos. O que era novidade o ano passado, logo será obsoleto. O mais interessante, é que a revolução digital através da internet, smartphones e aplicativos, tem alterado a maneira de viver, trabalhar e se relacionar das...

356

Ninguém duvida que o mundo sofreu profundas mudanças nos últimos 20 anos. O que era novidade o ano passado, logo será obsoleto. O mais interessante, é que a revolução digital através da internet, smartphones e aplicativos, tem alterado a maneira de viver, trabalhar e se relacionar das pessoas. Veja algumas constatações espantosas:

  • O Mp3 faliu as gravadoras;
  • O Netflix arrasou as locadoras;
  • A busca pelo Google fez desaparecerem as listas amarelas e as enciclopédias que as famílias ostentavam no móvel da sala;
  • O WhatsApp é uma grande dor de cabeça para as operadoras de telefonia celular;
  • As mídias sociais conseguiram alterar formatos de veículos de comunicação tradicional;
  • O Uber, em poucos meses, conseguiu ter frota maior que dos antigos táxis;
  • Os grandes sites de vendas praticamente exterminaram os classificados de jornais;
  • O Smartphone acabou com as revelações fotográficas e com as câmeras amadoras;
  • O App Waze freou a venda de GPS;
  • A “nuvem” complicou a vida dos pen drive;
  • Os sites de relacionamentos mudaram a forma de se encontrar parceiros e até tiraram grande parte do público de baladas

Acredito que o leitor concordou em gênero, número e grau com minha explanação, e por isso, gostaria que refletisse sobre uma pergunta importante:

E VOCÊ, SE REINVENTOU OU CONTINUA COM OS MESMOS CONCEITOS ANTIQUADOS?

Não há para onde correr!

Ou acompanhamos as novas mudanças impostas pela tecnologia, que interferem bruscamente na vida pessoal de cada um de nós, ou ficamos pra trás, completamente deslocados da realidade e superados pela inovação.

Portanto, a palavra de ordem é “mudança contínua”, para não ficar distante da realidade, sempre inovadora.

Pior que não aceitar os novos paradigmas, é não procurar se adaptar a eles.

JORGE LORDELLO

 


Dê sua opinião