VOCÊ É DO TIME DO “ ME ENGANA QUE EU GOSTO ” ?

Um homem bateu à porta do vizinho para fazer um simples pedido: “ Poderia me emprestar seu jumento um pouquinho? ” A resposta foi rápida e muito educada: “ Meu bom amigo, você sabe que eu faria qualquer coisa no mundo para lhe ajudar. Eu...

632

Um homem bateu à porta do vizinho para fazer um simples pedido:

“ Poderia me emprestar seu jumento um pouquinho? ”

A resposta foi rápida e muito educada:

“ Meu bom amigo, você sabe que eu faria qualquer coisa no mundo para lhe ajudar. Eu adoraria emprestar meu jumento, mas, infelizmente, ele não está aqui; meu primo saiu com ele para fazer pequena viagem ”.

Exatamente naquele momento o jumento zurrou muito alto pois estava com fome. O rapaz não perdeu a oportunidade e replicou:

“Vejo que é meu dia de sorte, parece que seu jumento está aqui mesmo”.

O vizinho não gostou do comentário e disparou:

“ Como se atreve! Você ousa acreditar no jumento e duvidar de mim, um homem distinto e honesto? ”

Amigo leitor, a presente estorinha nos leva a profundas reflexões.

A mentira é fácil de ser contada e geralmente é identificada com rapidez.

Por outro lado, conviver com ela não é fácil. Muita gente venda os olhos para acreditar numa falsa realidade. Essa postura se encaixa bem no antigo jargão popular “ me engana que eu gosto ”.

Certa vez, fui visitar um amigo de longa data. Na ocasião, reparei que o filho dele, de 19 anos, estava forte como um touro; mal cabia na camisa GG. Perguntei ao meu amigo se o filho estava fazendo uso de anabolizantes. Com ar de desagrado, ele retrucou:

“ Jamais meu filho usaria essas porcarias que fazem mal para a saúde; ele só consume vitaminas e suplementos ”.

Pedi desculpas e disse: “Não está mais aqui quem falou”.

JORGE LORDELLO


Dê sua opinião