VOCÊ ESTÁ NO CARGO CERTO E COM A PESSOA IDEAL?

Napoleão Bonaparte foi líder político e militar durante os últimos estágios da Revolução Francesa. Através das guerras napoleônicas, foi responsável por estabelecer a hegemonia francesa sobre a maior parte da Europa. Mas o que podemos aprender em pleno século XXI com esse estrategista? Observe como Napoleão classificava as pessoas...

316

Napoleão Bonaparte foi líder político e militar durante os últimos estágios da Revolução Francesa. Através das guerras napoleônicas, foi responsável por estabelecer a hegemonia francesa sobre a maior parte da Europa.

Mas o que podemos aprender em pleno século XXI com esse estrategista?

Observe como Napoleão classificava as pessoas que estavam sob seu comando:

1) Inteligentes com Iniciativa: eram os comandantes gerais das tropas;

2) Inteligentes sem Iniciativa: eram designados oficiais para receber ordens superiores, pois cumpriam as determinações à risca, sem questionamentos;

3) Ignorantes sem Iniciativa: eram posicionados na frente das batalhas sangrentas, pois lutavam bravamente até a morte;

4) Ignorantes com Iniciativa: quando identificados, eram expulsos do exército.

O líder Francês comentava que uma pessoa ignorante com iniciativa possuía características péssimas para o trabalho, senão vejamos:

  1. Faz o que não deve;
  2. Fala o que não deve;
  3. Envolve-se com quem não deve;
  4. Depois do problema instalado, por sua culpa, diz que não sabia de nada.

É por demais importante colocar as pessoas certas nos cargos e funções corretas, para que possam desenvolver todo seu potencial.

De outra parte, é preciso, ainda, compreender que todos podemos mudar, evoluir, crescer emocional e profissionalmente. Para que isso aconteça, precisamos saber exatamente onde se está e qual o potencial atual. É preciso ter bastante humildade para estabelecer a realidade e, aceitando essa condição que pode ser momentânea, podermos avançar e melhorar a performance, investindo em conhecimento, cursos, capacitações e etc.

JORGE LORDELLO


Dê sua opinião